Dores musculares em seguida o treino: entenda suas causas e também como contorná-las

Sabe aquela dorzinha chata que você sente horas no dia seguinte a um treino mas “puxado” na liceu? Até correto tempo detrás, as dores musculares eram associadas ao acúmulo de ácido láctico nos carne, fruto do tirocínio físico. Porém atualmente se sabe que essa não é a exclusivamente razão para o seu emergência.

As mialgias (nome que os médicos atribuem às dores musculares) imediatas costumam estar de forma direta relacionadas com o ácido láctico. Porém, as dores musculares ditas tardias, que aparecem de 24h a 48h em seguida o treino e também perduram por mas tempo, estão frequentemente relacionadas a microlesões nos carne. As membranas dos tecidos musculares rompem-se e também originam um processo inflamatório, surgindo logo as dores musculares tardias como um mecanismo de resguardo, um alerta.

Vale lembrar que o XtraMaster pode auxiliar para um dia a dia menos cansativo e assim com menos fadiga muscular, veja mais aqui. É natural e não tem contra indicações.

“Danos musculares estão relacionados também com fibras musculares que foram levemente estressadas (estimuladas). Enquanto isso acontece, elas retornam rápida ao normal, sem que ocorra lesão. Porém se o estresse é severo demais, o músculo sofrem traumatismo (lesão), e também instala-se logo um desconforto entre 24 a 48 horas em seguida o tirocínio. A sensação de dor intensa, combinada com o endurecimento (rigidez muscular), tende a diminuir mais ou menos cinco a sete dias posteriormente a sessão de exercícios que causou o estresse”, explica o educador físico Guilherme Sette, coordenador técnico da Ateneu Vitória Sports.

O perito acrescenta que a dor e também o desconforto são sentidos mas intensamente na junção miotendínea, que é a localidade de membranas entre o músculo e também o nervo e também que transmite a força para este. Isso ocorre, segundo Guilherme, porque o nervo é menos maleável do que o pano muscular e também, desta maneira, mas suscetível a lesões pela contração intensa.

“ Enquanto a dor muscular intensa acontecer, o tipo deve mudar urgentemente o programa de treinamento, porque se mantida, a intensidade vai levá-lo para o caminho do over training (excesso de treinamento), prejudicando o seu desempenho”, recomenda

Prevenir é melhor que remediar

Ao participar de um programa de treinamento físico, o principal objetivo deve ser a melhoria da saúde e também do muito -estar, refletido num bom condicionamento físico. Para isso, o tipo deve continuamente estar sobrecarregando, de modo progressiva, o seu corpo, através de ajustes no seu análise das etapas de um projeto.

“ A técnica mas essencial que o sujeito deve adotar é o princípio da fardo progressiva, aplicando ainda o concepção da periodização, que é o elaboração de um projeto detalhado do treino, fato por um profissional de Ensino Física. Isso evitará desconforto, dor muscular e também outros fatores negativos referentes ao treinamento, otimizando seus resultados de modo segura e também eficiente”, explica Guilherme.

Existe um fenômeno sabido como “efeito protetor da fardo ”, que consiste na subtracção da dor muscular tardia em seguida subsequentes sessões de exercícios. Funciona deste modo : enquanto se dá um estimulo intenso, singularmente uma ação não-habitual, é generalidade que apareça a dor. Se esse mesmo estimulo for repetido número reduzido de dias depois, ela será menor do que no primeiro estimulo, e também deste modo sucessivamente.

É essencial enfatizar que não se deve interromper os exercícios físicos ao menor presságio de dor muscular. Finalmente, as dores musculares em seguida a prática desportiva são normais, sobretudo depois longos períodos de inatividade física. Porém não seja improvidente : se descobrir que as dores estão fora do padrão admissível, converse com seu treinador e também procure um fisioterapeuta ou um médico ortopedista para uma avaliação mas profunda.

Aqui você sabe mais sobre o produto Xtramaster: http://www.xtramaster.org/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *